quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

0

Você é grato?


Por Hagton;
“E eles orarão por vocês com profundo fervor e amizade, por causa da maravilhosa graça de Deus manifestada por meio de vocês. Graças a Deus por Seu Filho – Sua dádiva maravilhosa demais para descrever-se com palavras” (IICo.9:14-15,BV)

Quando é que você fica grato a alguém? Seguramente você responderia que é quando recebe algo de bom! E o que você normalmente faz para demonstrar essa gratidão? Arrisco a dizer que você afirmaria depender do que recebeu para se determinar uma justa demonstração de gratidão. Seria esse o seu pensamento?





Parece ter lógica este tipo de pensamento, mas freqüentemente vemos muito mais cobranças do que gratidão. Você vê isso nos relacionamentos do dia-a-dia? Pessoas de nosso convívio não recebem o devido agradecimento pelas simples, mas bondosas, atitudes dispensadas a nós. Talvez por que julgamos que certos gestos não eram mais do que a obrigação deles, afinal de contas as pessoas precisam ser bem educadas. Será que não é assim que você normalmente trata quem lhe estende uma mão?

É engraçado que quando as atitudes, gestos de educação e bondade são expressos por mim e por você instintivamente quase que exigimos dos “beneficiários”, demonstrações de gratidão, pelo menos um mínimo de reconhecimento pelo que fizemos. Você acha justo oferecer bondade ao próximo em troca de reconhecimento?

Essa cobrança pela bondade consedida deixa claro a falta do seguinte conhecimento: “Deus amou tanto o mundo que deu Seu Filho único, para que todo aquele que crer nEle não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3.16). Você já parou para delimitar o tamanho da gratidão que deveríamos expressar a um DEUS (o Único Deus), que mesmo antes de existirmos ofereceu o que Ele tinha de melhor, Seu Único Filho para morrer na cruz para pagar a divida que era nossa? Percebe? Alguns simplesmente falam que não pediram nada para Deus – “Ele fez assim por que quis!”. Espero que você não seja um desses!

O apóstolo Paulo falava da gratidão dos necessitados pelas doações e o quanto Deus seria honrado pelo gesto de amor que os doadores tiveram quando ofertaram. O apóstolo ressalta que Deus nos amou primeiro!

De graça recebemos, de graça “precisamos” também oferecer. Toda honra, toda a glória, precisa ser tributada a Deus. Mas precisamos reconhecer que o Senhor usa as pessoas para abençoar outras. Lembre-se, somos instrumentos e também alvos da Graça de Deus. Pense, como você vai demonstrar sua gratidão a Deus?

Boa Quarta

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Todos os direitos reservados à Duanny Jorge. Tecnologia do Blogger.