quarta-feira, 31 de março de 2010

0

SETE MOTIVOS PARA O DIÁLOGO


Creio que estou vivendo um momento na minha vida em que tenho que conversar mais, aprender mais, ouvir mais, ensinar mais. Isso tudo necessita de diálogo. De acordo com o dicionário Aurélio, este termo significa troca de discussão de idéias, opiniões, teses etc.
Para que o seu diálogo contribua decisivamente para um melhor entendimento, exige que contenha alguns elementos. Anote os ingredientes de um diálogo de natureza divina: 
Primeiro: Selecione bem as pessoas que você quer ter um diálogo. Assim, para se ter uma conversa construtiva, você tem que escolher pessoas que vão te edificar. Pessoas vazias não trará conhecimento nenhum para você.
Segundo: Obtenha os fatos! Nenhum diálogo progride se estiver baseado apenas em impressões, deduções. Intere-se dos fatos. (Jeremias 5:1). 
Terceiro: É  proveitoso? Você quer falar para o bem, para a saúde do outro ou somente para facilitar o seu lado? Ameaças não constroem diálogos, mas repreensão amorosa sim (Colossenses 4:6). 
Quarto: Agora é o momento apropriado? Assuntos difíceis apresentados à pessoas cansadas, irritadas não serão recebidos com a devida atenção (Provérbio 15:23). 
Quinto: Sua motivação é honesta? Não é suficiente dizer palavras acertadas e defender uma boa causa.  A motivação digna é aquela que promove o bom relacionamento da pessoa com Deus quando você confia em Jesus (Efésios 4:32). 
Sexto: Prepare o que vai dizer! Não confie na sinceridade e na improvisação. Planeje, pense no que vai falar e como falar de modo a ser entendido (Lucas 15:15). 
Sétimo: Avalie toda a questão pelo caráter divino e não pelas suas preferências e valores (Provérbios 3:5-6). 
Oriente seu diálogo por essas diretrizes e assim contribuirá, de fato, para o verdadeiro entendimento.
Tenha uma boa quarta-feira.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Todos os direitos reservados à Duanny Jorge. Tecnologia do Blogger.