sábado, 9 de abril de 2011

0

Santificado seja o Teu nome

Dando prosseguimento ao Estudo da Oração que Jesus nos ensinou, podemos observar que a primeira coisa que devemos pedir ao nosso Pai, é que Seu nome seja santificado.
Esse pedido já é um alerta a que não nos dirijamos ao Pai celeste de qualquer modo, nem por qualquer coisa, mas em nossa oração tenhamos o objetivo de pedir-lhe aquilo que lhe agrada, sua soberana vontade, e que não comprometa a honra de Seu nome. 
Ou seja, ele é Pai. Pai de todos os seus filhos. Pai que está nos céus. Pai que demanda a reverência própria de filhos que lhe amam e que, acima de tudo, desejam ver Seu nome santificado e glorificado.
Só podemos ter um vislumbre muito pálido da importância que Deus dá a seu nome, quando pensamos no quanto nos esforçamos para não ver o nosso nome difamado ou caluniado. Isso é próprio do ser humano e bíblico. Fazemos de tudo para não ver o nosso nome sujo. Se zelamos assim pelo nosso nome, imagine o quanto Deus zela pelo Seu.
Os escribas tinham reverência quando iam escrever o nome do Deus Todo Poderoso. Eles limpavam a pena por duas vezes antes de escrever o tetragrama YHWH, em sinal de profunda reverência ao nome do Senhor.
A oração nos ensina que antes de pedir pelo pão ou por qualquer outra coisa, pedimos pela santidade de Seu nome. Como se devêssemos nos lembrar de que tão importante quanto termos pão em nossas mesas, é ver o nome do Senhor sendo honrado.
Por isso que ratificamos... Toda Glória e Honra ao Senhor!
Deus é Pai. Mas não é só meu. Seu nome deve ser santificado. Não percamos, portanto, a oportunidade de, curvados diante dele, dizer conscientemente: 
PAI NOSSO QUE ESTÁS NOS CÉUS. 
SANTIFICADO SEJA O TEU NOME!

Soli Deo Gloria.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Todos os direitos reservados à Duanny Jorge. Tecnologia do Blogger.